Escolha uma Página

Eros e Psique

“Conta a lenda que dormia Uma Princesa encantada A quem só despertaria Um Infante, que viria Do além do muro da estrada.     Ele tinha que, tentado, Vencer o mal e o bem, Antes que, já libertado, Deixasse o caminho errado Por o que à Princesa vem. A Princesa...

Singularidade o Alumbramento

Abriu-se um espaço no tempo abriu-se um tempo no espaço deu-se um silêncio no vento deu-se inequívoco passo O espaço de tempo que é tempo bem antes de se espaço expandiu um ponto lento pulsando tornou-se “eu faço” e fez-se o universo imenso e fez-se o...

O estranho caso da vontade com o acaso

Dona da vontade tinha tudo planejado, em seu estilo alpinista, queria conquistar o acaso na marra, enlaçar o cara. E na escalada da noite foi subindo uma vontade. Essa vontade não para! Cheia de marra foi com tanta sede ao topo, que o tomou foi um tapa na cara...

Guardar

Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la.   Em cofre não se guarda coisa alguma. Em cofre perde-se a coisa à vista.   Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la, mirá-la por admirá-la, isto é, iluminá-la ou ser por ela iluminado.   Guardar uma coisa é vigiá-la, isto...

O que nós vemos

O que nós vemos das cousas são as cousas. Por que veríamos nós uma cousa se houvesse outra? Por que é que ver e ouvir seria iludirmo-nos Se ver e ouvir são ver e ouvir? O essencial é saber ver, Saber ver sem estar a pensar, Saber ver quando se vê, E nem pensar quando...
O meu olhar

O meu olhar

O meu olhar é nítido como um girassol, Tenho o costume de andar pelas estradas Olhando para a direita e para a esquerda, E de vez em quando olhando para trás… E o que vejo a cada momento É aquilo que nunca antes eu tinha visto, E eu sei dar por isso muito...